Alimentação

Alimentos que não contém glúten te ajudam a perder peso e ainda te dão mais disposição

Alimentos que não contém glúten.

Existem pessoas que não podem ingerir nenhum alimento que contenha glúten, somente alimentos que não contém glúten como os portadores da doença celíaca, já algumas pessoas retiram a proteína da dieta para perda de peso e melhor bem estar. O que pode parecer complicado vai tornar-se fácil depois de você conhecer alguns desses alimentos abaixo que não contem glúten.

Sorgo:

apesar de ser um pouco parecido com o milho em sua composição, ele é mais rico em proteínas, esse alimento não é muito utilizado na alimentação dos brasileiros, mas tem um valor nutritivo muito alto, a sua farinha pode substituir a farinha de trigo por ter um sabor suave. O sorgo pode ser ingerido na substituição de outras farinhas, para fazer pães, bolos, biscoitos e doces.

Konjac:

Por ser rico em glucomanan, um tipo de fibra solúvel que aumenta a saciedade, o konjac pode ajudar muito em dietas, além de ser pouco calórico. Ele pode ser cozido com legumes, com carnes, shoyu e até em saladas.

Araruta:

A araruta é uma planta que produz uma fécula, assim como a mandioca, porém ela rende mais. Sua farinha pode ser utilizada para a confecção de bolos, biscoitos e mingaus.

Banana verde:

Sua farinha é rica em potássio, fósforo, magnésio e muitos outros minerais, sua principal propriedade é o amido resistente que ajuda na digestão, além de reduzir o colesterol e na liberação de glicose no sangue. Com sua farinha podemos fazer bolos e tortas.

Alfarroba:

Tem sido utilizado para a confecção de um produto semelhante ao chocolate, com textura, cheiro e ate gosto parecido, porém sem glúten e sem lactose, e alguns até mesmo sem açúcar, tem muitas fibras e antioxidantes, ajuda no controle do colesterol e previne o envelhecimento precoce. O seu principal produto a ser consumido é o que se assemelha ao chocolate, mas dela também são feitas farinhas que podem ser utilizadas no lugar de cacau em pó e chocolate em pó.alfarroba

Tapioca:

Muito rica em carboidratos pode substituir pães, torradas e etc. A goma ou farinha de tapioca é produzida a partir da mandioca, pode ser servida no café da manhã, com recheios doces ou salgados. Além de ser servida como tradicionalmente é, com recheios, a tapioca também pode ser usada para a preparação de cuscuz, bolos e pudins.

Bifum:

É um tipo de macarrão um pouco mais fino e delicado do que o comum. Pode ser servido em saladas, algumas sopas, em refogados, ou até mesmo com algum molho de sua escolha.

Arroz:

Existem outros produtos do arroz além do grão tradicional que conhecemos, existe a farinha de arroz integral que tem mais nutrientes, além da farinha de arroz branco e o creme de arroz. O creme e a farinha podem ser usados na confecção de pães, bolos, mingaus, pudins, biscoitos e etc.

Amaranto:

São pequenos grãos parecidos com feijão, são ricos em cálcio, ferro, zinco, magnésio e fibras, além de auxiliar a redução do colesterol ruim e tem antioxidantes. O ideal é consultar seu médico antes de ingerir o grão, pois algumas pessoas que nunca haviam consumido o amaranto tiveram alguns sintomas como ânsia e alguns problemas de digestão. Podemos consumir esses grãos tanto cozidos como o arroz, como estourados como milho de pipoca.

Trigo sarraceno:

É rico em fibras, proteínas, carboidratos e antioxidantes, ajudando no controle das taxas de colesterol. Pode ser consumido semelhante ao arroz ou até mesmo em saladas.

Inhame:

Com carboidratos de baixo índice glicêmico, rico em potássio, e ajuda nas contrações musculares. Pode ser cozido ou assado, e ainda pode ser utilizado para a confecção de pães.

Soja:

Bem aproveitada pelo organismo, rica em proteína, seu leite é ótima opção para os intolerantes a lactose, e sua farinha ótima opção aos celíacos. Pode ser consumida misturada em outras farinhas na confecção de pães, bolos, tortas e etc. Combina com receitas que contenham chocolate e castanhas.

Chia:

Riquíssimo em ômega três, reduz o colesterol ruim, aumenta o colesterol bom, preserva a memória, e ainda reduz o acúmulo de gordura abdominal, é rico em fibras e ainda ajuda no funcionamento do intestino, além de aumentar a sensação de saciedade. Ela pode ser salpicada em saladas, ou saladas de frutas e em vitaminas.

Painço:

Pouco utilizado na alimentação dos brasileiros, costuma ser usado como farinha, possui fibras, fósforo, manganês e magnésio. Pode ser ingerido como farinha, seu sabor é um pouco adocicado, pode ser usado para engrossar molhos ou até mesmo no preparo de pães.

Castanha-do-pará:

Riquíssima em selênio, a castanha-do-pará se consumida de forma certa evita poderosamente o envelhecimento da pele, com seus antioxidantes, porém se consumida em excesso torna-se oxidante, o ideal é consumir 3 unidades por dia. Pode ser consumida torrada, em bolos e tortas, ou até mesmo com peixes e frangos.castanha-do-para

Lentilha:

Parente do feijão, a lentilha oferece mais benefícios ainda, tem bem mais proteínas, fósforo, ferro e ácido fólico, ajudando a prevenir tumores e problemas cardiovasculares, além de ajudar no emagrecimento e saciar a fome. Fica muito saborosíssima combinado a sopas e saladas, sua farinha pode ser utilizada em panquecas, waffles e crepes, deixando a textura mais macia.

Grão-de-bico:

Contém aminoácido triptofano, que causa a sensação de bem-estar, além de afastar a ansiedade e o nervosismo, e ainda ajuda no controle do sono e do apetite. Pode ser degustados em sopas, saladas e até mesmo como farinha em pães e bolos.

Castanha de caju:

Deve ser consumida em pequenas quantidades, mas se consumida da forma certa, por ter triptofano, ajuda na irritabilidade no cansaço e no nervosismo. Pode ser utilizada como cobertura e recheio de bolos e tortas, além de ser consumida triturada em farofas.

Batata-doce:

Rica em carboidratos de baixo índice glicêmico, evita picos de insulina no sangue, é grande fonte de energia, e ainda ajuda na perda de peso. Rica em um antioxidante que protege a saúde da pele e dos olhos. Pode ser ingerida cozida, ou até como base para a massa de pães substituindo a farinha, além de poder ser assada em palitos como batata frita, porém muito mais saudável.

Amendoim:

Grande fonte de vitamina E, proteína e potássio, é muito conhecido por ser ingrediente principal de muitos doces, ajuda nos sistemas cardiovascular e imunológico, mas fornece muitas calorias, então atenção na hora do consumo. Pode ser triturado com casca e tudo e substituir a farinha em bolos.

Amêndoa:

É rica em gorduras beneficentes as artérias e as funções cerebrais, tem uma quantidade de vitamina E e vitamina do complexo B. É um alimento bastante calórico, o indicado são 6 unidades por dia, mas sem consumir outras oleaginosas. Sua farinha é utilizada na confecção de alguns doces franceses.

Se você é portador da doença celíaca esses alimentos que não contém glúten são ideais para você, e também para que quer perder alguns quilinhos, basta coloca-los em seu cardápio e ver o resultado.

Clique para comentar

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular

Ir Topo